Onde está o perigo?

contaminação da água

Apesar de simples, muitos de nossos hábitos relacionados com a utilização da água podem proteger nossa saúde.

 

Veja abaixo 4 atitudes que você e sua família deveriam adotar para evitar doenças:

 

  1. Higienizar corretamente e analisar a água que sai da caixa

As caixas d’água costumam acumular muita sujeira e podem inclusive, conter animais mortos em seu interior, transformando-as em ambientes propícios à contaminação. Por isso, é fundamental limpar a caixa d’água a cada 6 meses, esvaziando-a completamente e depois, enchê-la novamente, adicionando 1 litro de água sanitária para cada 1000 litros de água.

Após duas horas, a água com cloro deverá ser descartada para desinfetar encanamentos e, ao encher novamente a caixa, lembre-se de fazer uma avaliação da qualidade da água para consumi-la com total segurança.

 

  1. Ferver a água para eliminar contaminações

Como nem sempre se dispõe de um processo adequado de filtragem da água que será consumida, fervê-la é uma alternativa para torna-la potável. Porém, é muito importante que o processo de fervura dure, pelo menos 10 minutos, para que efetivamente os microrganismos sejam eliminados.

 

Entretanto, deve-se lembrar que ferver a água não elimina resíduos como metais pesados e produtos químicos, caso este estejam presentes.

 

  1. Utilizar água potável para lavar frutas e verduras

Muitas vezes, após lavar frutas e verduras, acabamos consumindo-as cruas. Se água que utilizamos estiver contaminada, acabaremos ingerindo os microrganismos nocivos ao ingerir os alimentos, uma vez que, não passaram pelo processo de cozimento ou fervura capaz de eliminar tais riscos, conforme comentado no item anterior.

Por isso, é importante cuidar da qualidade e potabilidade da água que utilizamos, mesmo aquela que sai da torneira e que a princípio, não iremos beber.

  1. Não encostar o bico de garrafas nos bebedouros

Muitas pessoas não higienizam adequadamente suas garrafas de água e acabam seus bicos nos bebedouros ao enchê-las. Se a pessoa em questão possuir alguma doença, como herpes ou hepatite, essa poderá ser transmitida para o próximo usuário por conta desse contato. Por isso, o hábito de encostar garrafas ou até mesmo a boca em torneiras e bebedouros é, além de não higiênico, extremamente perigoso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *