O pH das águas minerais

ph da agua mineral

Muito se fala a respeito do impacto que a alteração do pH dos alimentos e água que consumimos pode ter em nosso corpo. Porém, de acordo com especialistas, a acidez/alcalinidade do que ingerimos não tem relação com a saúde.

O pH representa a concentração de íons de hidrogênio, ou seja o nível de acidez, de um determinado meio. Ele pode variar de 0 (ambientes e meios ácidos) até 14 (ambientes e meios alcalinos).

De acordo com a especialista Petra Sanchez, presidente do Comitê Científico de Abinam e vice-presidente da ICBWA (International Council of Bottled Water Associations), o pH das águas minerais engarrafadas pode variar de 4,0 a 9,0, dependendo de fatores como a origem da água, locais por onde passa antes de ser envazada e presença de gás carbônico, bicarbonatos e carbonatos no líquido. Entretanto, essa variação não representa quaisquer riscos ou prejuízos para o consumidor.

A especialista afirma ainda que, a função do pH é a de monitorar e facilitar o tratamento da água destinada ao consumo humano em suas diferentes etapas, pois garante a desinfecção ao se adicionar o cloro e evita alterações da qualidade com relação ao sabor e cor.

“Água, líquidos e quaisquer outros alimentos ingeridos, independentemente de serem ácidos ou alcalinos, não causam prejuízo para o organismo, pois o pH será alterado pelo suco gástrico no estômago, e posteriormente, pelo suco pancreático no intestino, para que o processo ocorra dentro das condições fisiológicas apropriadas” – afirma Dr. Dan L. Waitsberg, professor associado do Depto de Gastroenterologia da FMUSP.

 

Fonte: Revista Água e Vida – janeiro/fevereiro de 2016

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *